Filarmónica apresentou-se em Carregal do Sal com maestro convidado

O auditório do Centro Cultural de Carregal do Sal acolheu mais um excelente concerto filarmónico, na tarde do passado domingo, 11 de Novembro, com início às 16h00, desta vez executado pela Banda Filarmónica de Santa Comba Dão.

Era dia dos tradicionais magustos de S. Martinho e, como tal, vários convívios comemorativos dessa data decorriam no concelho precisamente à mesma hora, daí que a adesão de público local tenha ficado abaixo das expectativas, mas mesmo assim o auditório apresentou-se bem composto por parte de santacombadenses que acompanharam a sua banda, saldando-se em número que ultrapassou largamente a centena de presenças.

Inserido num ciclo de maestros convidados que a Filarmónica de Santa Comba Dão tem vindo a desenvolver nos últimos anos, este concerto assinalou o encerramento da residência de dois meses e meio que o maestro Samuel Pascoal acabou de exercer à frente desta banda, como maestro convidado, no âmbito daquele ciclo. Realizado anualmente, aquele ciclo tem como objectivo desenvolver a capacidade artística da banda, proporcionando aos seus executantes a experiência de trabalhar com uma nova geração de maestros reconhecidos no panorama musical português.

Além de outras peças, foram compostas por este jovem maestro, de 26 anos de idade, as peças “Caminho Para A Índia”, “Colete Encarnado” e “Bourbon Street Parade – Arranjo para quinteto”, também executadas neste concerto, cujo reportório incluiu ainda as peças “Fanfare For A Friend”, “The Witch And The Saint”, “Ammerland” e “Everest”.

Assistiu-se a um concerto agradável, pautado por uma boa execução musical, a merecer os sucessivos e calorosos aplausos da assistência, assim como o elogio e os parabéns que o vice-presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Luís Fidalgo, expressou em final do concerto ao maestro e à banda. A pouca adesão de público do seu concelho levou-o a pedir desculpa ao presidente da Direcção da Filarmónica de Santa Comba Dão, Carlos Viegas, e a lançar-lhe o desafio para a banda ali voltar em data mais propícia.

Usaram também da palavra o presidente da direcção, o maestro convidado e o maestro titular da banda, Sérgio Neves. Dessas intervenções há a realçar o elogio e o agradecimento de Carlos Viegas ao maestro Samuel Pascoal, salientando que a sua participação no ciclo de maestros convidados foi uma grande experiência. Por sua vez, Samuel Pascoal agradeceu aos músicos, à direcção e ao maestro da banda a oportunidade que lhe foi proporcionada de colaborar naquele ciclo. Por fim, Sérgio Neves retribuiu o agradecimento e fez notar à assistência que Samuel Pascoal é um maestro de referência nacional e que foi convidado com o objectivo de ajudar os jovens da sua banda a evoluir, salientando então que alguns deles têm feito sucesso em concursos de nível nacional.

Aquele momento deu ainda ocasião à troca de lembranças entre o vice-presidente da Câmara e o presidente da direcção da Filarmónica e à entrega de um ramo de flores ao maestro convidado. O espectáculo fechou da melhor maneira com a execução da peça “Bourbon Street Parade”, interpretada de pé por um quinteto de músicos, acompanhado por instrumental de percussão.

Como nota final, cabe referir, segundo informação colhida do presidente da Direcção, que este concerto de encerramento do ciclo de maestro convidados aconteceu em Carregal do Sal por sugestão da secretária da mesma Direcção, Ana Marília Moura Pêga, técnica superior/chefe da Divisão de Acção Social da Câmara Municipal de Carregal do Sal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *