Coordenação Artística

Foto LuisLuís Rendas Pereira, nascido em Lisboa em 1990, estudou no Instituto Gregoriano durante 9 anos. Ingressa no Curso Superior de Música (área vocacional – Canto) na Universidade de Aveiro em 2009/2010, onde terminou a Licenciatura em canto e onde está em vias de terminar o Mestrado em Ensino de Música, tendo estudado com a soprano Isabel Alcobia.

Como solista interpretou no campo da oratória o Laudate Dominum de R. de Lalande, sendo dirigido por Miguel Jaloto e Vasco Negreiros, tendo cantado com a Orquestra Camerata Antiqva; cantou a Missa da Coroação de Mozart com o Orfeão de Leiria, sob direcção de Rodrigo Queiroz; apresentou-se também no Dixit Dominus de G. F. Handel no Zêzere Arts Festival, sob a direcção de Brian Mackay e ainda no Te Deum de Charpentier, com a Orquestra Filarmonia das Beiras, sob direcção de António Lourenço. Foi solista na 4ª Cantata da Oratória de Natal de J. S. Bach, com a Orquestra Barroca da Casa da Música, dirigido por Laurence Cummings. No campo da Ópera, estreia-se como Bastien (Bastien e Bastienne de W. A. Mozart) numa versão em português, em Santa Comba Dão. Interpreta o papel de Monostatos (A Flauta Mágica de W. A. Mozart) em Aveiro e Vila do Conde com a Orquestra Filarmonia das Beiras, sob a direcção do Maestro António Lourenço e com encenação de Mário Moutinho. Estreou o papel de Homem na ópera de câmara do jovem compositor Edward Abreu, com encenação de Rúben Chama. No âmbito do XIV Curso Internacional de Música Vocal interpretou os papéis de Bob (The Old Maid and the Thief – de G. Menotti) e Buff (Der Schauskspieldirektor – W. A. Mozart), cantando com a Orquestra Filarmonia das Beiras sob direcção de António Lourenço e encenação de Claudio Hochman.

Integra desde 2011 a formação base do Coro da Casa da Música, tendo trabalhado com os maestros Christoph König, Paul Hillier, Simon Carrington, Philip Pickett, Laurence Cummings, Martin Andre e Michail Jurowsk, entre outros. Destacam-se também a participação como membro do coro em várias óperas, como O Elixir do Amor (G. Donizzeti), As bodas de Fígaro (W. A. Mozart), Sansão e Dalila (C. Saint-Saëns) e Carmen (G. Bizet) com a OP – Companhia Portuguesa de Opera, Orquestra do Norte e Orquestra Filarmonia das Beiras.

Durante a sua formação passou por todos os coros do Instituto Gregoriano de Lisboa (Coro infantil, Coro, Coro de Câmara e Coro Gregoriano), interpretando inúmeras obras sob direcção de Armando Possante, tendo também sido dirigido por maestros como Christopher Bochmann, Álvaro Cassuto, João Paulo Santos, entre outros, cantando com a Orquestra Sinfónica Juvenil e Orquestra Metropolitana de Lisboa.

Integrou também o Coro Ricercare, com direcção de Pedro Teixeira, tendo também sido dirigido por Vasco Pierce Azevedo e Osvaldo Ferreira, trabalhando com a Orquestra Sinfonietta de Lisboa e Orquestra do Algarve. Nos Cursos Vocalizze (para Jovens Coralistas e Maestros) trabalhou com os Maestros Paulo Lourenço, Cara Tasher e Eugene Rogers. Realizou no seu percurso académico alguma formação como Maestro, mas também fora do curso, nomeadamente no Curso Internacional de Música Vocal 2013, tendo realizado o curso de direcção o professor Gonçalo Lourenço.

Tem participado em inúmeras masterclasses de canto a nível nacional e internacional de onde se destacam os professores Francisco Lazaro, Patricia MacMahon, Susan Waters, Brian Gill, Peter A. Wilson, Håkan Hagegård, Norma Enns, Stephen Robertson e Pierre Mak.

Luís Rendas Pereira foi vencedor do 1º prémio (ex-aequo) no Concurso Internacional de Santa Cecília em 2013 e do 3.º prémio no XV Concurso Internacional da Cidade do Fundão em 2014 e apresentar-se-á em vários recitais em 2014, em espaços como a Casa da Música, Teatro do Campo Alegre, Casa de Fralães e também no estrangeiro, nomeadamente em Paris e Moutaut de Villeréal.

No campo pedagógico, foi professor de Técnica Vocal entre os anos lectivos de 2010 a 2012 na Academia de Música do Monte Abraão e integra também o corpo docente do Conservatório de Música e Artes do Dão desde o ano lectivo de 2011/2012, leccionando Canto, Coro e Classes de Conjunto. Neste âmbito tem apresentado vários concertos com as classes da escola, dos quais se destaca a apresentação do “Gloria” de Karl Jenkins e a estreia com coro da obra “Gato das Botas” de Vasco Negreiros, ambas com a Orquestra Filarmonia das Beiras. Está também em preparação a gravação de um CD com o recém-formado Coro dos Pequenos Cantores do Dão.

Desde 2013, é maestro do Coro da Filarmónica de Santa Comba Dão “Magnus D’Om”.